Hora de dormir e colocar o seu bebê no berço. Você, com todo carinho, prepara o ambiente para o sono. Luz apagada, silêncio, berço sem mantas, sem travesseiros e sem bichinhos de pelúcia para a segurança do pequeno. Então, você o deita de barriga para cima e quando ele adormece deixa o quarto. Alguns minutos depois, vai dar aquela espiadinha para ver se está tudo bem. Quando olha no berço lá está o pequeno: de barriga para baixo!!!

Saiba que é comum, mas não o mais aconselhado. Isso porque a recomendação dos pediatras e órgãos de saúde como Ministério da Saúde é que a criança durma de barriga para cima. A medida tem como objetivo evitar a morte súbita e já foi até tema de uma campanha nacional da Pastoral da Criança, com apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Veja porque não é recomendado e como lidar com isso.

1 – O objetivo é evitar a Síndrome da Morte Súbita Infantil

A Síndrome da Morte Súbita Infantil não é uma doença, mas sim um diagnóstico dado por especialistas quando um bebê aparentemente saudável vem a falecer sem explicação, muitas vezes durante o sono. O motivo pelo qual isso acontece ainda não é claro, apesar das pesquisas na área.

Acredita-se que é uma soma de fatores. Uma das linhas de investigação é que talvez esses bebês tenham uma imaturidade em uma região do cérebro que controla a respiração e o despertar, resultando em maior dificuldade de reação caso alguma coisa atrapalhe a respiração, como cobertas tampando o nariz ou a boca, por exemplo.

Existem uma série de recomendações para prevenir a Síndrome da Morte Súbita Infantil que serão detalhadas ao longo deste artigo. No entanto, duas principais merecem destaque. A primeira delas é para os pais colocarem o bebê para dormir sempre de barriga para cima, especialmente nos 6 primeiros meses de vida, quando a criança ainda não possui tanta habilidade para se mexer e virar caso algo possa estar atrapalhando a sua respiração. A segunda é manter o berço livre de qualquer objeto que possa prejudicar a movimentação ou respiração da criança.

sono seguro

Vire sempre a criança de barriga para cima para um sono seguro

2 – Por que de barriga para cima é melhor?

A indicação para o bebê dormir de barriga para cima é porque a posição vai permitir que a criança respire melhor. Também vai diminuir o risco de que algo possa obstruir as vias respiratórias durante o sono, tanto nas sonecas ao longo do dia quanto no sono noturno.

De barriga para baixo, a criança fica com o rosto perto do colchão e o ar não se renova. Assim, ela respira muito CO2, que pode asfixiar aos poucos. Um adulto ou criança maior mudaria de posição, já o bebê ainda não tem reflexo para isso.

Outra observação importante é que a posição lateral é muito instável e a tendência é que o bebê “caia” de barriga para baixo. Além disso, pode causar complicações na coluna ou pescoço, segundo apontam profissionais da saúde.

“Mas e se a criança estiver de barriga para cima e vomitar ela vai engasgar”. Você já ouviu algo parecido? Então, é um medo comum, uma verdadeira crença popular. Contudo, pesquisadores tranquilizam e explicam que em caso de vômito a criança pode virar a cabeça para o lado ou tossir, chamando a atenção dos pais. Por outro lado, a asfixia é um perigo silencioso…

3 – Mas e se o bebê vira sozinho? Então vamos deixar o berço seguro!

Uma dica fundamental para os pais é comprar um berço seguro. Assim, mesmo se a criança virar por conta durante a madrugada estará em um ambiente menos propício a algum acidente.

Atenção também para o colchão! Um perigo que serve de alerta para as famílias é um colchão mole demais, pois ele pode impedir ou dificultar que o bebê respire normalmente se ficar com o nariz virado para baixo. O colchão muito mole ainda vai dificultar que a criança vire sozinha caso fique em uma posição que esteja bloqueando a respiração. Por isso, o colchão deve ser firme, de espuma, com densidade 18 (recomendação geral até os 3 anos).

Também é importante manter o berço sem cobertas, sem mantas, sem travesseiros e sem bichinhos de pelúcia. Os objetos podem atrapalhar ou bloquear a respiração da criança e, de tal forma, representam um risco na hora de dormir.

4 – Um berço seguro é um berço livre: um colchão, o bebê vestido e só!

Berço cheio de brinquedo

Evite objetos dentro do berço para a segurança do bebê

Para garantir um sono seguro e protegido, o mais indicado em alternativa do cobertor é o uso do saco de dormir. Ele vai permitir liberdade nos movimentos dos braços, caso alguma coisa atrapalhe, ao mesmo tempo em que mantém a criança aquecida com segurança no tronco e nas perninhas.  Por sua vez, o cobertor, além de poder ser “chutado” pela criança, pode tampar o rosto e isso representa um perigo! Também o travesseiro não é útil até 2 anos de idade… Por que arriscar quando não precisa?!

Bebê com saco de dormir - Berço seguro

Acima um berço seguro: um colchão firme adaptado ao berço, um saco de dormir para vestir a criança e só!

5 – Em caso de dificuldade: o que fazer?

Se você insiste na posição de barriga para cima, mas volta e meia o seu bebê vira de barriga para baixo, calma! Não é preciso forçar nada e ficar desesperado! Devagar você pode ajudá-lo a se acostumar. Sempre que ele acordar, coloque-o novamente de barriga para cima.

Se o seu bebê sofre com cólicas ou refluxo, procure outras soluções que não influenciem na posição adequada de sono. Independente de qualquer coisa ele deve seguir dormindo de barriga para cima. Algumas sugestões que podem aliviar cólicas ou refluxo:

  • Para cólica uma bolsa de água quente pode ajudar a aliviar os incômodos. Mas muito cuidado para posicioná-la com segurança perto do bebê, pois a pele dele é muito sensível.
  • Um sling que promova o contato pele a pele também pode ajudar a amenizar o choro por cólica. O modelo wrap é uma boa alternativa para recém-nascidos.
  • Outra dica para as cólicas é a shantala, massagem no bebê.
  • Para refluxo, os pais podem precisar de um colchão adaptado para o seu filho. Em casos contínuos ou mais graves é importante ter acompanhamento médico.

Conforme o bebê for crescendo, os pais também podem treinar com ele para virar. Para isso, coloque a criança de bruços em um lugar seguro, como por exemplo um tapete de brincar, para que ela descubra como erguer a cabeça e, aos poucos, como se virar e rolar. Durante o “exercício” é fundamental a presença de um responsável, jamais deixando a criança desacompanhada.

bebê dormindo de lado

Posição de lado também não é indicada para o sono dos pequenos

Também, quando a criança virar sozinha, geralmente significa que ela já tem as habilidades para se afastar de uma situação de risco na hora de dormir. Isso costuma acontecer por volta do quarto ou quinto mês de vida.

Então, lembre-se de ficar sempre de olho na posição em que o seu bebê está dormindo. E quando perceber que ele está de barriga para baixo, não hesite em virá-lo para garantir um sono seguro para o seu pequeno.

 

Site administrado no Brasil por pequenaweb.com

logo