Na hora de escolher o berço do bebê podem surgir muitas dúvidas. O que parece simples, em um primeiro momento, na verdade se abre em uma série de possibilidades que vão muito além da estética. Um berço bonito não é tudo! A opção pelo lugar onde o bebê vai dormir exige um olhar pelo conforto, funcionalidade e, principalmente, pela segurança do pequeno.

Por isso, a Joli Môme compartilha 6 dicas fundamentais para escolher o berço do bebê. Afinal, é ele que vai acolher seu pequeno nas sonecas e noites de sono, tão importantes para o desenvolvimento infantil. Confira!

1 – Espaço

Antes de ver as opções disponíveis, tenha em mente o espaço que você possui. Lembre-se que o quarto do bebê deve ser funcional e arejado, com espaço para circulação. Evite móveis e itens desnecessários, especialmente se o ambiente for reduzido, pois isso pode bloquear o caminho. Pense que você vai acessar muito o quarto à noite, no escuro, então melhor não ter elementos que podem facilitar uma queda!

Tire as medidas e comece a “desenhar” o espaço, prevendo onde será o berço para poder saber qual o melhor tamanho. Dica de arquiteta(!) : Cole fita crepe no chão para visualizar o espaço de cada móvel desejado. Por segurança, não é recomendado que a cama da criança fique perto de uma janela e nem que fique perto de coisas penduradas, como lustres, estantes, quadros, etc.

Cuidado com quadros, prateleiras e outros objetos perto do berço.

Se contar com a ajuda de um arquiteto no projeto, compartilhe com o profissional a sua necessidade no que diz respeito ao quarto do bebê e sobre as suas capacidades financeiras. Será um quarto apenas para dormir? Ou você deseja um ambiente para no futuro o bebê brincar também? O armário ficará no quarto ou o bebê terá um closet? Que tal um cantinho de leitura? São alguns dos questionamentos que podem surgir na hora de planejar o quarto.

O ideal é que o berço não fique perto de janelas.

Tenha em mente também que os bebês crescem rápido e para evitar custos futuros uma ideia pode ser um quarto evolutivo. Um bom arquiteto pode ajudar muito nesse sentido!

2 – Tamanho do berço

Sabendo o espaço disponível no quarto você poderá optar pelo tamanho de berço adequado. Um dos tamanhos mais comuns no Brasil é o chamado “berço americano”, que possui 1,30 de comprimento por 70 cm de largura. Entretanto, existem tamanhos menores, ainda mais se o espaço for pequeno. Na França a maioria dos berços mede 1,24 de comprimento e 66 cm de largura. A medida refere-se ao espaço interno do berço, servindo de base para a medida do colchão e, posteriormente, da roupa de cama.

3 – Berço e acessórios

Se o espaço no quarto for reduzido, vale pensar em um berço com gavetas, cômoda acoplada ou trocador. Isso porque o ideal é que o quarto tenha um espaço livre de circulação e assim você pode garantir mais funcionalidade, se for o caso, para o berço. Também existem os modelos que se transformam em mini cama no futuro, que podem ser uma opção econômica já pensando na transição entre berço e caminha, que geralmente ocorre a partir de 1 ano e meio do bebê ou até os 3 anos. Tal tempo varia de acordo com cada criança e família.

Berço com cômoda pode otimizar o espaço.

4 – Normas de segurança

Quando for analisar um modelo de berço, certifique-se que ele se enquadra nas normas do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). No início de 2016 o órgão anunciou novas regulamentações para berços. Entre elas, a proibição de berços com grades laterais móveis. No quesito segurança é importante observar também:

  • A distância entre as grades deve ter entre 4,5 e 6,5 cm para que não exista perigo das mãos, pernas ou da cabecinha do bebê ficar presa.
  • Os modelos de berço com rodinhas devem ter pelo menos duas delas fixas ou com trava.
  • Se o berço tiver alguma tela, a mesma deve ter buracos com no máximo 7 mm para os dedos do bebê não passarem por elas.
  • A altura entre o estrado do colchão e a lateral do berço deve ser de no mínimo 60 cm, para evitar que a criança pule do berço quando estiver maiorzinha.

Se a opção for fazer um berço sob medida, não esqueça de verificar com o fabricante todas as normas de segurança, para garantir que o modelo feito especialmente para o seu pequeno se encaixe em todas as regulamentações. Outra dica importante é a pintura a base d’água, atóxica. Procure também pintar com antecedência, para evitar cheiro quando o bebê chegar.

Um modelo sob medida permite referências mais ousadas e com design diferenciado, comparado com os modelos tradicionalmente disponíveis nas lojas.

5 – Colchão

A escolha do colchão faz parte da pesquisa pelo berço. Ele deve ser firme, com densidade apropriada para crianças pequenas. A recomendação geral até os 3 anos é de um colchão de espuma densidade 18. Em um colchão “mole” demais, o bebê pode ter dificuldade para virar sozinho, caso fique em uma posição que prejudique a respiração. Isso representa risco para os pequenos, portanto, muita atenção na hora de comprar o colchão!

Outra dica importante é analisar o espaço entre o colchão e a grade do berço. O vão não deve ser maior do que dois dedos, para evitar que o bebê fique preso ali.

6 – Roupa de cama

A partir da escolha do berço, os pais geralmente começam a pesquisar as opções de roupa de cama. No entanto, atenção! Protetores de berço não são recomendados pelo risco de sufocamento e por poderem servir como “degraus” para pular do berço quando os bebês são maiores, o que representa risco de queda.

Também deve se ter em mente que para um sono seguro, seu filho não precisa de cobertas, travesseiros e outros itens dentro do berço, pelo perigo de asfixia. Para dormir aquecido e seguro, ele pode contar com um lençol de colchão e um saco de dormir, que não vai restringir os movimentos e também não cobrir o rosto do bebê, por mais que ele se mexa.

Almofadas devem ser retiradas do berço na hora de dormir para evitar perigo de sufocamento.

A partir das dicas você vai poder escolher o berço ideal para o seu bebê, para que o quartinho do seu pequeno seja perfeito. Afinal, o fundamental é conciliar o modelo dos seus sonhos com segurança, conforto e praticidade, itens essenciais para garantir um sono de qualidade nos primeiros anos de vida do seu filho.

Bons preparativos! 🙂

Site administrado no Brasil por pequenaweb.com

logo