Se o seu plano é curtir o frio em família nas festas de final de ano ou férias de verão, fugindo do calor tropical brasileiro, uma das questões pré-viagem pode ser: como arrumar a mala de crianças para o frio?

Não importa se o seu destino é Nova York, cidades da Europa como Londres, Paris, Berlin ou, ainda, alguma estação de esqui. O certo é a previsão de frio e, em alguns casos, de neve! E quem não está acostumado com temperaturas negativas com frequência, logo fica em dúvida sobre a melhor forma de vestir toda a família e, consequentemente, o que colocar na mala.

Mas fique tranquilo que a Joli Môme pode ajudar com algumas dicas que vão facilitar a organização do que levar na viagem 🙂

As duas primeiras dicas na hora de arrumar a mala de crianças para o frio estão relacionadas com a melhor forma de se vestir para estar protegido em baixas temperaturas. Por isso, tenha em mente o seguinte:

Vista o bebê ou criança em camadas

Já falamos sobre a praticidade de vestir o bebê ou a criança em camadas na hora de dormir, o que facilita para tirar ou adicionar mais peças, conforme a variação de temperatura. No caso de viagens para lugares frio, a dica é importante, pois a maior parte dos lugares fechados em cidades com inverno rigoroso possui sistema de aquecimento. Sendo assim, toda vez que vocês entrarem em um ambiente interno podem tirar as primeiras camadas para não sentir calor, colocando novamente na hora de voltar para rua. Por isso, as camadas facilitam, pois são mais práticas e versáteis durante os passeios e a rotina no destino escolhido.

Outro detalhe quando estamos falando dos pequenos é que eles se sujam com frequência e acidentes podem acontecer, como virar suco, sujar a roupa com alguma comidinha, etc. As camadas também ajudam nesse caso, pois você pode trocar apenas a peça suja, não necessariamente toda a roupa.

Para pensar nas camadas:

  1. comece pela base: é a peça que vai ficar em contato direto com a pele. Para o tronco, bodies são uma excelente opção, pois camisetas podem subir e deixar a barriguinha do bebê de fora, especialmente quando ele for carregado no colo.
  2. Acima do bodie, pode vestir uma camiseta de manga comprida.
  3. Em seguida, você pode optar por uma peça mais quentinha: uma malha, um casaquinho ou cardigã. Eles são prático de colocar e tirar, eles vão garantir a proteção contra o frio.
  4. Para finalizar, é a vez do casaco mais pesado e dos acessórios, como cachecol, luvas e touca.

Na parte inferior do corpo, você pode optar por uma primeira camada com meia-calça ou legging. Depois, coloque a calça principal.

roupas-de-dia-no-frio

Acima uma lista da Joli Môme dos itens para levar na mala!

Escolha roupas com os materiais certos para o inverno

Afinal, mais importante do que ter várias opções de roupas na mala é ter as opções certas para proteger do frio.

Para a camada base, que fica em contato com a pele, prefira bodies ou camisetas de algodão. Mas uma boa dica é procurar peças com tecidos térmicos ou tecnológicos, que ajudam a repelir o suor ou umidade, como as da linha HEATTECH, da marca japonesa Uniqlo (existe lojas no USA, Franca, Alemanha…), ou as TechWool, da Quechua. Macias, confortáveis e térmicas, elas ajudam na proteção contra o frio e não ficam úmidas. Afinal, mesmo no frio as crianças correm, brincam e ficam suadas. Escolhendo o tecido certo você pode evitar a umidade na camada base, proporcionando mais conforto e o resfrio quando a agitação passa!

Na camada intermediária uns dos tecidos que garantem que a criança fique quentinha é o fleece ou lã. Eles podem ser usados em blusas, casacos ou coletes. A vantagem do colete é que quando não está tão frio ele aquece bem o tronco, mas deixa os braços com os movimentos mais livres, o que é ótimo para os pequenos brincarem.

Já na camada externa é fundamental um casaco mais pesado. Os modelos impermeáveis e corta vento são excelentes e fáceis de limpar, o que é ótimo no caso de viagens. Você pode passar um paninho úmido e pronto, está ótimo!

Fechando a mala

Na hora de separar o que vai colocar na mala, tenha em mente os dois pontos que destacamos: as camadas e os materiais das roupas. Além disso, é válido considerar:

  • Quantos dias vai durar a viagem;
  • Se você pretende comprar roupas no destino para já aproveitar durante o período; (Vale a pena ainda mais se aproveitar a “detax”! Fica dica 😉
  • Se no destino vocês terão algum evento especial que exige um traje diferente da rotina, como social, por exemplo;
  • Se existe alguma opção para lavar roupas (hotel com lavanderia ou flat com máquina de lavar);
  • Se o destino, mesmo gelado, vai ter alguma piscina térmica, para não esquecer as roupas de banho.

A partir das informações, você começa a calcular os conjuntos de roupas para os pequenos. Pense sempre em pelo menos uma ou duas mudas completas para a camada base, que fica em contato com a pele, para cada dia. Bebês podem exigir um pouco mais, como reserva para situações emergenciais, como côcos explosivos, por exemplo 🙂

As demais camadas não exigem uma opção para cada dia, uma vez que podem ser usados mais de uma vez antes da lavagem. Casaco mais pesado é bom ter pelo menos dois. Um pode ser levado na bagagem de mão, para já ser usado no desembarque, e outro dentro da mala. Caso faça muito volume, você pode contar com uma embalagem a vácuo para compactar algumas peças.

Outros acessórios que podem ser úteis

Agora que já vimos algumas dicas sobre as camadas que ajudam a proteger contra o frio, os melhores tecidos e a quantidade de roupas, vamos conhecer alguns acessórios que podem ser (muito!) úteis na sua viagem com crianças para lugares frios.

  • Capa de chuva para carrinho: é bom ter sempre junto, para proteger o carrinho e a criança em passeios externos, em caso de chuva ou neve.
  • Footmuff/ Chancelière: acessório com papel de cobertor, que ajuda a deixar a criança quentinha no carrinho.
  • Saco de dormir: a turbulette, nome francês para o saco de dormir, vai garantir que a criança não se descubra durante o sono, proporcionando noites quentinhas e tranquilas de sono mesmo longe de casa. Além disso, pode ser um item de reforço da rotina de sono, na hora de dormir em um ambiente desconhecido.
roupas-para-bebes-a-noite

Acima uma lista da Joli Môme dos itens para levar na mala para ficar quentinho no hotel!

  • Touca, luva e cachecol: itens que algumas crianças não gostam, mas que são super importantes para proteger a cabeça, mãos e pescoço dos pequenos.
  • Snowsuit impermeável: podem ser comprados no próprio destino, pois não são tão populares no Brasil e isso pode dificultar que você encontre para comprar, além de geralmente custarem mais caro. São perfeitos para brincadeiras ao ar livre em dias frios ou de neve. (Para quem morra em São Paulo, tem a loja Benevento na Alameda Lorena!)
  • Sapato de interior quentinho: chegando no hotel vocês vão tirar os sapatos molhados e as crianças cansadas vão querer ficar mais tranquilas. Quando o corpo resfria, os pés são os primeiros a ficarem gelados! Por isso, um bom “chausson” é um item aconchegante e confortável. Esse marca francesa Isotoner é a mais famosa de todas!
  • Sling ou canguru: ótima opção de transporte, especialmente para bebês menores. Além de aquecer o bebê, esquenta você também!
  • Protetor solar e óculos de sol: se forem esquiar, não esqueça dos itens. Nas montanhas o sol é muito forte, pois reflete na neve, e queima.

Esperamos que as dicas da Joli Môme ajudem na hora de arrumar a mala de crianças para o frio. Com tudo prontinho, é só esperar o embarque e aproveitar muito o passeio em família. Boa viagem!

Site administrado no Brasil por pequenaweb.com

logo